Militar pede ao STF para ficar em silêncio na CPI - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Militar pede ao STF para ficar em silêncio na CPI

 

Marcelo BlancoReprodução/TV Câmara

O tenente-coronel Marcelo Blanco pediu nesta segunda-feira (12/7) ao STF para ficar em silêncio em seu depoimento à CPI da Pandemia, na próxima quinta-feira (15/7). Ex-diretor substituto de Logística do Ministério da Saúde, Blanco participou do jantar de suposta propina, num shopping de Brasília no final de fevereiro.A defesa de Blanco afirmou ao Supremo que teme que o militar sofra “constrangimentos ilegais” no Senado, e citou a prisão de Roberto Dias, ex-diretor de Logística da pasta, por mentir à CPI na semana passada. Dias ficou detido por cinco horas e foi liberado após pagar uma fiança de R$ 1,1 mil.

“Deve-lhe ser garantida a faculdade de permanecer em silêncio sem que seja preso em flagrante”, escreveram os advogados, que também solicitaram que Blanco seja acompanhado por um defensor durante o depoimento. Segundo o documento, a prisão de Dias gerou “repulsa em toda a comunidade jurídica