Eu não presto”: mãe que matou filho o forçava a escrever em caderno - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Eu não presto”: mãe que matou filho o forçava a escrever em caderno

 

Caderno em que criança de Imbé era forçada a escrever frases ofensivasDivulgação/Polícia Civil

A mulher confessou ter matado o filho e que o mantinha acorrentado dentro de um guarda-roupa.

Outras frases escritas no caderno são: “Não mereço a mamãe que eu tenho”, “Eu sou um filho horrível” e “Eu sou cruel”.