Flordelis recorre ao STF e cita Lira para tentar evitar cassação - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Flordelis recorre ao STF e cita Lira para tentar evitar cassação

 

FlordelisIgo Estrela/Metrópoles

A deputada federal Flordelis (sem partido-RJ) entrou, na tarde desta terça-feira (10/8), com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar impedir que o plenário da Câmara vote seu processo de cassação. A votação está prevista para esta quarta-feira (11/8).


No pedido, a defesa dela argumenta que o crime do qual a deputada é acusada não é inerente ao seu mandato – ela é acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson do Carmo, em 2019. Os advogados também questionam se o crime poderia ser configurado como quebra de decoro parlamentar.

Citando matérias da imprensa, a defesa de Flordelis aponta ainda que ao menos outros 50 deputados federais respondem a processos criminais e não foram levados ao Conselho de Ética da Câmara. E cita, em especial, o atual presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL).

Na peça, a defesa inclui matérias da imprensa para argumentar que Lira é réu em pelo menos um processo no STF e, mesmo assim, conseguiu ser eleito presidente da Câmara e “insiste em alegar que tem condições para assumir” a Presidência da República em caso de vacância do cargo, alegando “presunção de inocência”.