Maria da Penha: "A lei que leva meu nome precisa ser implementada em todos os municípios do país" - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Maria da Penha: "A lei que leva meu nome precisa ser implementada em todos os municípios do país"

 

Maria da Penha é presidente do Instituto Maria da Penha
Maria da Penha é presidente do Instituto Maria da Penha - Foto: divulgação instituto Maria da Penha

A Lei Maria da Penha, criada após a luta de muitos anos da farmacêutica Maria da Penha Maia Fernandes, que sobreviveu a duas tentativas de feminicídio por parte do então marido, completa neste sábado, 7 de agosto, 15 anos. De Fortaleza, no Ceará, onde mora, Penha conversou com a reportagem do Papo de Mãe e enviou um vídeo em que faz um balanço dos 15 anos da lei (veja abaixo).

"Gostaria de dizer que a Lei que leva o meu nome e está completando 15 anos é motivo de muita alegria, mas também de muita responsabilidade. Esta Lei que veio para proteger e resgatar a dignidade de nossas mulheres por si só não tem o poder de acabar com a violência doméstica e familiar contra a mulher. Ela precisa ser implementada em todos os municípios do país. É importante que os gestores públicos dos pequenos muncípios saibam da importância de criar um centro de referência da mulher dentro de uma unidade de saúde, o que vai ajudar a mulher a traçar a melhor estratégia para romper com o ciclo da violência". (Maria da Penha)

Faz quase 40 anos que um tiro nas costas, enquanto dormia, quase tirou a vida de Maria da Penha. Foi em Fortaleza (CE), dia 29 de maio de 1983. Ela tinha 38 anos. Depois ela ainda viria a sofrer outro atentado, ser eletrocutada no chuveiro.

Lei Maria da Penha, criada em 2006 para punir a violência doméstica no Brasil, é considerada uma das melhores do mundo na proteção das mulheres. E, na data de hoje, Maria da Penha faz um apelo