Vigilante recusa vacina e morre de Covid após 2 meses de internação - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Vigilante recusa vacina e morre de Covid após 2 meses de internação

 

iStock/Foto Ilustrativa

Sindicato dos Vigilantes do Distrito Federal (Sindesv-DF) lamentou nesta segunda-feira (16/8) a morte do 62º membro da categoria em decorrência da Covid-19. João Batista da Silva, 53 anos, optou, segundo a entidade, por não se vacinar e acabou falecendo após 60 dias de internação

Nascido em Coribe, no interior da Bahia, João morava na Cidade Ocidental (GO) e prestava serviço para o Ministério da Infraestrutura. Ele era solteiro e não tinha filhos. Hipertenso, ele estava internado desde o dia 14 de junho em um hospital particular da Asa Sul.

Ao todo, a categoria no DF já soma 2.903 infectados pela Covid-19, segundo levantamento do Sindesv. Desses, 2.225 já se recuperaram da doença e 62 não resistiram à infecção.

O diretor do sindicato, Gilmar Rodrigues, faz um apelo para que a categoria se vacine o quanto antes e se atente aos prazos da segunda dose. “O sindicato orienta que aqueles vigilantes que ainda não tomaram a segunda dose não deixem de tomar”, diz.