Rádio Web Ferraz

RÁDIO WEB FERRAZ

Últimas notícias

Rui confirma abertura de concurso com mil vagas para Polícia Civil

 

Rui confirma abertura de concurso com mil vagas para Polícia Civil
Foto: Anderson Ramos/ Bahia Notícias

Cerca de dois meses após anunciar a possibilidade de um concurso com 1 mil vagas para a Polícia Civil da Bahia (lembre aqui), o governador Rui Costa confirmou que autorizou todos os “trâmites administrativos e burocráticos de contratação da empresa” para realizar o certame. Segundo o chefe do Executivo, o esforço faz parte da melhoria da infraestrutura técnica e tecnológica da área de segurança pública.

 

“A Bahia, já no ano que vem, será o estado brasileiro com melhor infraestrutura técnica e tecnológica para uso na segurança pública, com uso de um novo sistema de comunicação. Nós, ano que vem, teremos em funcionamento um sistema único de comunicação para a Bahia inteira da Polícia Militar. Teremos inicialmente e até ano que vem implantada em cerca de 80 cidades o vídeo-monitoramento que vai incluir não só reconhecimento facial mas leitura de placa e monitoramento”, detalhou Rui.

 

Para o governador, o investimento é importante não apenas para a prevenção de crimes. “Seremos o maior estado em monitoramento externo de ruas para garantir não só a prevenção aos crimes, mas garantir que se eles ocorram nós tenhamos provas para condenar aqueles que cometerem atos criminosos”, completou.

 

REFORMA LEGISLATIVA

Durante a entrega de 49 novas viaturas para a Polícia Militar da Bahia, no pátio da Secretaria da Segurança Pública (SSP), em Salvador, Rui voltou a criticar a legislação penal brasileira. Conforme avaliação do governador, é preciso rever a legislação criminal no Brasil. “O crime de homicídio, na minha opinião, devia ser um crime com pena a ser cumprida de forma exemplar. E hoje não é isso que acontece. Aqueles que são muitas vezes condenado por homicídio, muitas vezes réu confesso, com poucos anos essas pessoas estão tendo algum tipo de liberdade. E eu acho que isso não é exemplar”, afirmou o chefe do Executivo