Rádio Web Ferraz

RÁDIO WEB FERRAZ

Últimas notícias

Relatora da prisão de Daniel Silveira hoje o defende e ataca o STF

 

Reprodução

“Temos entre nós um deputado que vive a atacar a democracia e as instituições e transformou o exercício do seu mandato em uma plataforma de propagação do discurso de ódio, de ataques a minorias, de defesa dos golpes de estado e de incitação à violência contra autoridades públicas”.Essa frase foi proferida pela deputada Magda Mofatto (PL-GO) no plenário da Câmara, no seu voto, como relatora, a favor da manutenção da prisão de Daniel Silveira (PTB-RJ), em 19 de fevereiro de 2021. Naquela sessão, 364 deputados acompanharam seu parecer e mantiveram o parlamentar preso por duros ataques e ameaças à vida de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Pouco mais de um ano depois, Mofatto agora sai em defesa de Silveira, articula para que a ação que ele responde no STF seja sustada e grava vídeo com o brado “Daniel Silveira livre”.

Na mensagem, a deputada diz que, na época, foi “garantido” que ele seria solto em uma semana, o que não ocorreu.“A Constituição diz que um parlamentar tem imunidade para expressar quaisquer palavras. Em 2021, fui relatora de seu caso e 364 votaram a favor do relatório. Nos foi garantido que em uma semana o Daniel Silveira estaria solto. E isso não aconteceu. Hoje, vendo os absurdos cometidos pelo STF digo a vocês que Daniel tem meu voto favorável e vou trabalhar que, por unanimidade, a Câmara suste essa ação contra ele no Supremo. Daniel Silveira livre” – afirma a deputada no vídeo.

Ao Blog do Noblat, Mofatto foi perguntada sobre quem garantiu que Silveira seria solto em uma semana. Ela afirmou que “talvez o uso da palavra garantido tenha sido forte”. E defendeu o deputado.

“Acho que foi exagerado o período que ele ficou detido. Já foi um castigo. Ele já aprendeu que poderia ter falado as mesmas coisas sem ter dito palavras tão fortes. Poderia ter demonstrado a contrariedade dele, que é nacional, sem, contudo, exagerar. Já foi mais que esclarecido para ele que tem que ter comedimento. A prisão já foi mais que suficiente” – afirmou Mofatto ao blog.