• Últimas notícias

    sexta-feira, 3 de março de 2017

    Em ação, Trindade sugere prisão de Kannário ao MP


    Para o procurador da Câmara, José Trindade, vereador do PHS "feriu a honra" da Câmara, 

    ultraNa representação ingressada nesta sexta-feira (3) pelo procurador e líder da minoria na Câmara de Salvador, José Trindade (PSL), o vereador-cantor Igor Kannário (PHS) é acusado de “ferir” a “honra e a imagem dos integrantes” da Casa, ao comparar o Legislativo Municipal a uma “organização criminosa”.

    Ainda no documento, o chefe da bancada da minoria afirma que o artista ultrapassou os “limites da liberdade de expressão” e “narrou fáticos inverídicos tentando destruir a imagem e credibilidade da Câmara Municipal de Salvador, além de imputar o cometimento do crime de organização criminosa pelos vereadores integrantes desta respeitável Casa Legislativa”.

    Na peça, Trindade pede que haja uma investigação na Câmara de Salvador para que, segundo ele, não restem “dúvidas acerca da conduta dos vereadores esta casa Legislativa, por ser medida da mais lídima justiça”, e requer enquadramento de Kannário nos artigos 138 (calúnia), 139 (difamação) e 140 (injúria), do Código Penal, que preveem pena de até um ano de prisão, além de multa.passou os “limites da liberdade de expressão” e “narrou fáticos inverídicos

    Polícia

    Bahia

    Serrinha