• Últimas notícias

    terça-feira, 9 de janeiro de 2018

    Jovem sequestrado em Feira e encontrado morto em Lamarão era foragido da justiça, afirma delegado


                                            Delegado Roberto Leal (Foto: Ed Santos/Acorda Cidade)

    Foi encontrado morto, por volta das 8h30 de segunda-feira (8), no município de Lamarão, Fábio Fellipe Siqueira Firmino, de 26 anos. Ele foi sequestrado por três homens em um veículo corola de cor prata no dia 5 de janeiro, por volta das 16h, no condomínio Parque das Orquiídeas, Vila Olímpia em Feira de Santana.
    Segundo familiares, Fábio foi surpreendido e sequestrado na porta da sua residência e a ação foi registrada por câmeras de monitoramento do condomínio. Os sequestradores alugaram uma casa no condomínio e estavam observando a vítima para cometer o crime. Ainda segundo familiares, Fábio passava um tempo em Feira de Santana para tratar problemas psicológicos, após presenciar o assassinato do empresário Toinho Sabino, no município de Taracatu em Pernambuco, onde residia anteriormente. A família informou também que Fábio tinha parentesco com empresários em Serra Talhada também em Pernambuco.
    A Polícia Civil de Lamarão encontrou o corpo de Fábio em estado de gigantismo, na localidade de Soleira, às margens da BR 116, após o Bar Cajueiro, sentido Santa Bárbara. Familiares foram fazer o reconhecimento da vítima.
    O coordenador regional da Polícia Civil, o delegado Roberto Leal, disse que Fábio estava algemado, com algemas de ferro, tinha várias perfurações por disparos de arma e fogo e estava com a mesma roupa do dia em que foi sequestrado. A polícia de Feira de Santana investiga o fato e o delegado declarou que foi constatado que havia um mandado de prisão preventiva contra Fábio na cidade de Taracatu (PE) pelo homicídio do ex-vereador Toinho Sabino, no dia 23 de julho de 2017.

    Ele se envolveu nesse crime, acabou tendo a prisão decretada e por esse motivo evadiu-se da cidade. Veio se esconder em Feira de Santana. No dia do fato houve um desentendimento entre Toinho e um tio de Fábio em um bar. Depois disso, quando a vítima retornava para casa foi atropelada e depois executada por um homem chamado Clécio em companhia de Fábio. Fábio estava escondido em Feira de Santana por estas circunstâncias. Temendo a ação da justiça e a vingança da família da vítima”, salientou o delegado.
    Roberto Leal. Ele pontuou que a polícia aguarda o laudo cadavérico do corpo de Fábio realizado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Serrinha e continua o trabalho das investigações.
    A linha de investigação é de crime de vingança e estão sendo levantadas mais informações como imagens de câmeras e placas de veículos.
    Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha