• Últimas notícias

    sábado, 3 de fevereiro de 2018

    Saída de Maurício Barbosa da SSP é dada como certa após o Carnaval

    Integrantes do alto escalão da Secretaria da Segurança Pública (SSP) dão como certa a saída do atual chefe da pasta, Maurício Barbosa, até o fim de fevereiro. Em conversas reservadas, oficiais do comando da PM e delegados com cargos de destaque na Polícia Civil revelaram à Satélite duas versões sobre a eventual exoneração de Barbosa. Na mais ventilada, o próprio secretário teria pedido recentemente demissão ao governador Rui Costa (PT), alegando cansaço com a longa permanência no cargo, ocupado por ele desde janeiro de 2011. Ainda de acordo com as fontes da SSP, Rui exigiu que Barbosa apresentasse por escrito a solicitação e que deixasse o posto somente após o Carnaval.

    Rastilho de pólvora
    A segunda versão atribui a queda de Maurício Barbosa a supostas denúncias que respingam sobre policiais escolhidos para compor um grupo de elite na SSP. A isso, somam-se os desgastes com o aumento da violência e a repercussão negativa causada por crimes recentes de grande visibilidade no estado.

    Bola de neve
    As especulações sobre a saída do chefe da SSP começaram a circular com força ontem, em meio à tensão desencadeada no Palácio de Ondina pelo discurso do prefeito ACM Neto (DEM) na reabertura dos trabalhos na Câmara de Vereadores, marcado por fortes críticas à Segurança Pública. Ao mesmo tempo, o conteúdo de uma nova auditoria feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) na SSP deve criar mais embaraços a Maurício Barbosa. O relatório da área técnica do TCE, concluído no último dia 29 de dezembro, cita indícios de superfaturamento em um contrato do Centro de Operações e Inteligência (COI).

    FONTE: Coluna Satélite, Correio da Bahia, com imagem reprodução.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha