Últimas notícias

No Twitter, Bolsonaro usa áudio manipulado para atacar jornalista

[No Twitter, Bolsonaro usa áudio manipulado para atacar jornalista]
O presidente Jair Bolsonaro fez novo ataque à imprensa com base em informações deturpadas divulgadas pelo site Terça Livre, que reúne colunistas conservadores e favoráveis ao governo.
Ontem (10), no Twitter, o chefe do Executivo nacional endossou uma tese levantada pelo site, que atribuiu falsamente a uma repórter do jornal O Estado de S. Paulo a declaração de que teria "intenção" de "arruinar Flávio Bolsonaro e o governo".
Segundo "denúncia" de um jornalista francês citado pelo site, a suposta declaração, atribuída à repórter Constança Rezende, teria sido feita em uma conversa gravada, na qual a jornalista fala, em inglês, sobre a cobertura das movimentações suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-motorista do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). No entanto, o áudio compartilhado pelo Terça Livre foi manipulado.
A gravação foi divulgada primeiro por um site francês, em um texto de Jawad Rhalib, que se apresenta como jornalista. A entrevista, no entanto, não foi concedida a Rhalib. As frases foram retiradas de uma conversa que ela teve em 23 de janeiro com um suposto estudante interessado em fazer um estudo comparativo entre Donald Trump e Jair Bolsonaro.
Após a divulgação do áudio, apoiadores do governo Bolsonaro fizeram uma série de postagens nas quais afirmam que jornais e emissoras de TV "mentem" e querem "derrubar o governo".