Últimas notícias

Sucateamento do Planserv: pacientes estão sem 18 especialidades médicas


Presidente do DEM em Salvador, o médico e ex-deputado Heraldo Rocha denuncia a situação de sucateamento do Planserv. Segundo ele, o plano de saúde dos servidores do estado enfrenta problemas que vão desde a falta de especialidades até a negativa de atendimentos, o que tem levado a um processo de judicialização do Planserv.

Hoje, cerca de 18 especialidades médicas não atendem pacientes pelo Planserv, entre elas cirurgia geral, urologia, cirurgia vascular, cirurgia pediátrica, cirurgia oncológica, neurocirurgia, otorrinolaringologia e ginecologia, de acordo com o Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed).

Além disso, servidores do estado que estão em tratamento de câncer e doenças cardíacas estão ficando sem assistência. “A situação é muito grave, e coloca em sério risco a saúde dos servidores do estado. As pessoas já não conseguem atendimento, levam meses para marcar uma consulta ou um procedimento. Cirurgias estão sendo negadas, pacientes crônicos estão deixando de receber assistência. É um completo descaso do governo”, disse Heraldo, que acrescentou.

“O que estamos vendo no Planserv é uma verdadeira falta de gestão, de planejamento. É uma gestão incompetente e irresponsável”, afirma, ao lembrar que cerca de 500 mil servidores dependem do plano de saúde.

O presidente do DEM de Salvador que o sucateamento do Planserv é só mais uma parte do caos que se tornou a saúde da Bahia. “Temos a Central Estadual de Regulação que com uma longa fila de pessoas que precisam de assistência urgente. As pessoas estão morrendo na fila da regulação à espera de cirurgias, de vagas em UTI”, complementa.