Últimas notícias

Mulher encontrada morta foi assassinada por amiga que fingiu gravidez e queria filho da vítima


A mulher que foi encontrada morta dentro de casa, no início do mês de janeiro, em Eunápolis, no sul da Bahia, teria sido assassinada e violentada por uma amiga, que fingiu gravidez para o namorado e queria roubar o filho da vítima.

De acordo com a polícia, o filho de Silvia Letícia Araújo Pacheco, que tem dois meses, foi encontrado no dia seguinte ao crime.

A suspeita, que não teve a identidade revelada, chegou a confessar o crime para algumas pessoas, em mensagens enviadas pelo WhatsApp. No texto, ela afirmava que enganou o namorado, fingindo estar grávida, e para isso seria necessário matar a amiga para roubar o filho.

Ainda de acordo com a polícia, a suspeita é ex-companheira de um presidiário. Ela já foi identificada e está sendo procurada. A justiça emitiu um mandado de prisão preventiva, mas ainda não há informações sobre o destino da suspeita, que fugiu da cidade.