Últimas notícias

Jogador turco confessa ter matado filho de 5 anos: “Nunca o amei, desde que nasceu”


Um episódio triste abalou o futebol turco na última terça-feira (12). O zagueiro Cevher Toktas, de 32 anos, que defende o Bursa Yildirim, da Turquia, confessou ter matado o próprio filho de cinco anos asfixiado quando o garoto estava internado em uma UTI.

A criança havia sido levada ao hospital pois apresentava sintomas do novo coronavírus, e acabou sendo encontrado morto em sua cama. Os médicos achavam que o falecimento tivesse ocorrido por causas naturais, mas Toktas assumiu ter cometido o crime.

“Apertei uma almofada contra meu filho, que estava deitado. Durante 15 minutos apertei-a sem levantá-la. Quando ele parou de se mover, soltei-a”, falou o jogador, em depoimento à polícia.

O jogador foi detido assim que confessou o crime, e será julgado pelo assassinato e pode ser condenado à prisão perpétua.