Cantor britânico que tinha discurso antivacina morre de covid-19 - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Cantor britânico que tinha discurso antivacina morre de covid-19

 

 (crédito: reprodução facebook )
(crédito: reprodução facebook )

O cantor britânico Marcus Birks, conhecido por propagar discursos antivacina e negar a real gravidade da pandemia, morreu na última sexta-feira, aos 40 anos de covid-19.De acordo com a BBC e o jornal britânico The Daily Mail, o cantor acreditava estar imune ao vírus por ter uma rotina de treinos regulares, cinco vezes por semana. Marcus estava internado no Royal Stoke University Hospital, em Staffordshire, Inglaterra.

Em uma entrevista, em 11 de agosto, enquanto estava no hospital, o cantor contou que estava "chocado" com os efeitos da covid-19. E contou para a BBC que, a partir de agora, aconselharia as pessoas a tomarem a vacina.  "Quando você sente que não consegue respirar o suficiente, é a sensação mais assustadora do mundo. Eu meio que era ignorante sobre isso e apenas adiei. A primeira coisa que direi a toda a minha família e a todos que eu vir é 'tomem a vacina. E assim que eu conseguir, com certeza o farei."

Lis Birks, companheira do músico, está grávida e lamentou a morte do marido pelas redes sociais. O casal fez o duo The Chameleonz.