Justiça aceita denúncia, e PM preso por agiotagem se torna réu - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

Justiça aceita denúncia, e PM preso por agiotagem se torna réu

 

Sargento Ronie Peter

Sargento Ronie Peter

REPRODUÇÃO

O TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios) aceitou denúncia do MPDFT (Ministério Público do Distrito Federal e Territórios) contra o sargento da Polícia Militar do DF Ronie Peter Fernandes da Silva, preso por agiotagem, mais quatro pessoas, também presas na Operação S.O.S. Malibu, da Polícia Civil do DF. Com a decisão, o grupo vira réu na ação penal que corre contra ele. O juiz responsável pelo caso determinou ainda a manutenção da prisão de Ronie e do irmão dele, Thiago Fernandes da Silva.

A denúncia atribui ao sargento Ronie Peter os crimes de organização criminosa, usura, lavagem de dinheiro e extorsão por quatro vezes. Na ação, o MPDFT pediu também o pagamento de R$ 6,1 milhões por danos às vítimas.O militar foi preso em 16 de novembro, durante uma operação coordenada pela Divisão de Repressão a Roubos e Furtos (DRF/Corpatri). Investigado por agiotagem e diversos outros crimes, Ronie Peter é suspeito de movimentar milhões de reais em contas de um grupo criminoso que operava com ele.

A denúncia do MP atinge o irmão do policial, Thiago Fernandes da Silva, e o pai deles, Djair Baia — ambos vão responder pelos crimes de organização criminosa, usura e lavagem de dinheiro. Alison Silva e Raiane Gonçalves, apontados como responsáveis pelas operações financeiras do grupo, vão responder por organização criminosa e lavagem de dinheiro