Rádio Web Ferraz

RÁDIO WEB FERRAZ

Últimas notícias

EXCLUSIVO: Ronnie Lessa confirma ter recebido ajuda de Bolsonaro em 2009

VÍDEO: Preso por morte de Marielle, Ronnie Lessa cita ajuda de Bolsonaro em 2009
Foto: Reprodução / Youtube

O policial militar reformado Ronnie Lessa, acusado de ser o executor da vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, revelou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) intercedeu a seu favor no fim de 2009. Lessa disse em sua primeira entrevista à imprensa, concedida a VEJA por meio de videoconferência, que o presidente, então deputado federal, ajudou a agilizar o seu atendimento na Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação (ABBR), do Rio de Janeiro. 

 

Segundo a Veja, na ocasião, o PM perdeu parte da perna esquerda em um atentado a bomba em seu carro. Durante a entrevista, autorizada pelo Supremo Tribunal Federal, o interno número 33 do Presídio Federal de Segurança Máxima de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, para onde foi transferido em dezembro de 2020, alega inocência – como era previsível.

 

Lessa ainda põe a culpa do crime, que completa no próximo dia 14 quatro anos sem um desfecho, em um morto.No caso, o ex-capitão Adriano da Nóbrega, alvejado pela polícia da Bahia há dois anos, que comandava o chamado Escritório do Crime – grupo de milicianos e matadores de aluguel que atua na capital fluminense. O PM reformado ainda tenta refutar uma das provas mais contundentes, que constam na denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro. 

 

Alega que a pesquisa por silenciador da submetralhadora HK MP5, que segundo a polícia foi utilizada no crime, na verdade, era por peças – outra coincidência, na versão dele – para uma réplica do armamento, só que calibre 22. Para o MP fluminense há elementos suficientes para uma possível condenação.