• Últimas notícias

    segunda-feira, 18 de setembro de 2017

    Governo já pagou R$ 286 mi em ‘extras’ para advogados da União


    justiça do trabalho (foto reprodução PVR advogados)
    Foto: Reprodução / PVR advogados


    Advogados da União já receberam, em 2017, R$ 286 milhões “extras”, segundo a revista Exame. Os valores foram pagos como abono a 12.555 funcionários da Advocacia-Geral da União (AGU), segundo dados da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).
    Concursados para defender o setor público em disputas judiciais, defensores da AGU, procuradores federais, procuradores da Fazenda Nacional e do Banco Central ganharam um “bônus” mensal de R$ 3,5 mil em seus contracheques, além de seus vencimentos entre R$ 19 mil e R$ 25 mil.
    A média se refere aos pagamentos efetuados entre janeiro e junho deste ano – últimos dados disponíveis. O órgão não divulga o repasse individualizado por servidor.
    O valor é um honorário concedido em razão de causas ganhas pelos advogados ao defender os interesses da União e suas autarquias, assim como ocorre na iniciativa privada.
    Quando uma parte – uma empresa, por exemplo – perde uma ação judicial, ela tem de indenizar o Estado e pagar o “extra” aos defensores públicos. Chamadas de sucumbências, as parcelas variam de 10% a 20% da causa – fica a cargo do juiz definir o porcentual.
    Recentemente, o Tribunal de Contas dos Municípios, na Bahia, considerou legal o pagamento extra a advogados do município de Salvador.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Polícia

    Bahia

    Serrinha