MP quer prisão de dois homens por furto de alimento vencido em lixo de supermercado - PORTAL FERRAZ E O POVO

Últimas notícias

MP quer prisão de dois homens por furto de alimento vencido em lixo de supermercado

 

MP quer prisão de dois homens por furto de alimento vencido em lixo de supermercado
Foto: Divulgação

Dois homens acusados pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) de furtar alimentos vencidos foram absolvidos pelo juiz André Attala. Os produtos estavam dispostos no pátio de um supermercado em Uruguaiana.

 

O juiz acolheu os argumentos da Defensoria Pública gaúcha. "Entendo, contudo, que no presente caso não há justa causa para a presente ação penal em face do princípio da insignificância. No caso em tela, os acusados teriam furtado bens (gêneros alimentícios com os prazos de validade vencidos) avaliados em R$ 50, os quais foram devidamente restituídos ao proprietário", cita o magistrado em trechos da decisão.

 

O Ministério Público, no entanto, recorreu da decisão ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), alegando, entre outras coisas, que "não se pode usar o princípio da insignificância e do crime bagatelar como estímulo e combustível à impunidade".

 

Na última segunda-feira (25), o defensor público Marco Antonio Kaufmann apresentou as contrarrazões da apelação feita pelo MP: "Tristes tempos em que LIXO (alimento vencido) tem valor econômico. Nesse contexto, se a mera leitura da ocorrência policial não for suficiente para o improvimento do recurso, nada mais importa dizer".

 

Segundo o boletim de ocorrência, os acusados foram detidos por policiais após invadirem área restrita de um supermercado e revirado o setor de descartes e fugido do local com mercadorias. Eles haviam furtado cerca de 50 fatias de queijo, 14 unidades de calabresa, nove unidades de presunto e cinco unidades de bacon. Todos os produtos, vencidos, estavam no local onde seriam triturados e descartados.